Ennio Morricone: Em defesa da música para cinema (Entrevista)

Visto que tenho feito adaptações para guitarra (uma delas com uma cadela) de temas de Ennio Morricone, achei esta breve entrevista de 2015 bastante interessante, assim como as perguntas. Reproduzo aqui alguns excertos que traduzi, incluindo os créditos no final. Se consegui que uma cadela fizesse os coros de O Bom, o Mau e o…

Tragam-me a Cabeça da Mulher Metralhadora: “É homenagem…”

Nos agradecimentos finais, o realizador/argumentista refere os seguintes nomes como inspiração: Veira-Meiggs, Sam Peckinpah, Robert Rodriguez, Quentin Tarantino, David Lynch, Sergio Leone, Osamu Dezaki, Alfred Hitchcock, George Lucas, Takeshi Kitano, Paul Thomas Anderson, Jean-Luc Godard, Takashi Miike, Matt Groening, Martin Scorsese, Roger Corman, Jesús Franco, Lucio Fulci, Umberto Lenzi, Russ Meyer, Ed Wood. Mas esqueceu-se…

A modelo desconhecida de John William Waterhouse

Waterhouse utilizou várias modelos para os seus quadros, que retratam a mitologia, a literatura, a História e femmes fatales com uma expressividade invulgar, cheia de mistério. O pintor era, ele próprio, um enigma. Há modelos cujas feições podemos identificar em vários quadros, menos uma. Muitos de nós já vimos as suas obras em capas de…

Anthony Hopkins e O Silêncio dos Inocentes: “Olá, Clarice…”

Anthony Hopkins começara no teatro há 30 anos e terminava agora uma peça, M. Butterfly. Apesar de já ser conceituado, sentia alguma frustração e inquietude: O papel da sua vida ainda não chegara. Irritava-o fazer trabalhos para TV como vender os carros da Ford, embora fosse convincente. Hopkins era um purista quanto à representação teatral,…

Chernobyl, 30 anos depois: O aviso que o mundo não ouviu

O mais grave acidente da história da energia nuclear ocorreu em 1986, em Chernobyl. Mikhail Gorbachev admitiu que, pela primeira vez, se enfrentava esta energia a um nível descontrolado. As consequências perduram, mas os governos investem. 30 anos não bastaram para uma reflexão. Incluo aqui as declarações de Susana Fonseca, da Quercus, retiradas de um…

Edgar Allan Poe e o seu famoso poema: Disse o Corvo… “Nunca mais”

Poe recebeu nove dólares por ter escrito um dos poemas mais conhecidos de sempre, «The Raven», publicado em 1845. Faleceu com 40 anos. Donde veio «O Corvo», que impacto teve no público e no seu autor? De que fala? Ou melhor, o que “diz”? Concluo o artigo com a tradução de Fernando Pessoa, mas adianto…

Meiko Kaji – A Prisioneira Escorpião: Justiceira da Terra do Sol Nascente

Em 1972, surgiu Female Prisoner #701: Scorpion (Joshû 701-gô: Sasori), um grande sucesso e um dos filmes que melhor demonstra o carisma de Meiko Kaji. A atriz interpreta uma mulher que se apaixona por um polícia, é traída, aprisionada e foge para obter vingança. Se isto soa familiar é porque Tarantino “homenageou” essencialmente tudo em…

Bruce Springsteen e Born in the U.S.A.: Nascido para se inconformar

Em 1983, Springsteen trabalhou em 100 canções que acumulara desde The River. A 10 de maio de 1984, edita «Dancing in the Dark», maxi-single com sintetizadores, misturas de dança e um refrão apelativo. O som pop surpreendeu muitos, mas Bruce, ao que parece, só se queria divertir um pouco e passou do folk de Johnny…

Jane Got a Gun (As Armas de Jane): Natalie Portman acerta no alvo

As Armas de Jane é um sinal de que o cinema americano ainda vai tendo uma ou outra “arma” decente; é um filme com história, enredo, bons atores e, como tal, não está a ter, por agora, grande aceitação, que o deixa com uma pontuação de 5,7 na IMDb, o que geralmente se atribui a…

Bruce Springsteen: Nebraska e as razões para acreditar

Composto em dois meses e gravado em dois dias no quarto de Bruce Springsteen num aparelho Teac Tascam 144 de quatro pistas, Nebraska foi um caso em que menos é mais. Springsteen era considerado agora o artista rock de maior notoriedade dos EUA e, terminada a digressão de The River, regressou a New Jersey e…