Anthony Hopkins e O Silêncio dos Inocentes: “Olá, Clarice…”

Anthony Hopkins começara no teatro há 30 anos e terminava agora uma peça, M. Butterfly. Apesar de já ser conceituado, sentia alguma frustração e inquietude: O papel da sua vida ainda não chegara. Irritava-o fazer trabalhos para TV como vender os carros da Ford, embora fosse convincente. Hopkins era um purista quanto à representação teatral,…

Meiko Kaji – A Prisioneira Escorpião: Justiceira da Terra do Sol Nascente

Em 1972, surgiu Female Prisoner #701: Scorpion (Joshû 701-gô: Sasori), um grande sucesso e um dos filmes que melhor demonstra o carisma de Meiko Kaji. A atriz interpreta uma mulher que se apaixona por um polícia, é traída, aprisionada e foge para obter vingança. Se isto soa familiar é porque Tarantino “homenageou” essencialmente tudo em…

Jane Got a Gun (As Armas de Jane): Natalie Portman acerta no alvo

As Armas de Jane é um sinal de que o cinema americano ainda tem “armas” decentes, mesmo que não sejam excecionais. É um filme com história, enredo, bons atores e, como tal, não está a ter, por agora, grande aceitação, que o deixa com uma pontuação de 5,7 na IMDb, o que geralmente se atribui…

Em defesa de Angelina Jolie

Noticiam as agências: “Angelina Jolie hospitalizada a lutar pela vida, diz tabloide americano”. O National Enquirer diz que a atriz Angelina Jolie está internada e a lutar pela vida devido a “uma combinação de cancro, anorexia e paranoia”. De acordo com a mesma publicação, o peso da atriz ronda agora os 35 quilos. Fontes próximas…

Anna Magnani: “L’onorevole Angelina” (legendado em português)

Traduzi o filme e partilho este excerto. Uma obra de 1947… Gostaria de poder escrever um artigo de fundo sobre Anna Magnani, o que ainda pondero. Esta cena ocorreu-me quando soube que o Primeiro-Ministro de Portugal (provisório, usurpador, oportunista ou o que lhe queiram chamar, vai dar tudo ao mesmo) andava a publicar vídeos no Facebook….

Anna Magnani: Cena de Vulcano (legendada em português)

Nesta cena, a personagem de Anna Magnani vê recusada a sua entrada na igreja por ser mulher de “má vida”. Como alguém descreveu, “impulsividade virtuosa” ou “virtuosismo impulsivo”. Além disso (e de tudo), Magnani foi a primeira atriz italiana a vencer um Óscar. Aqui fica uma cena do filme que traduzi do italiano. David Furtado

Tomas Milian: Not only spectators have big screen heroes

The actor, born on 3/3/1933, chose the Adidas sneakers with three stripes when creating his most famous character. (To escape quicker from the police, not for advertising purposes.) On the other hand, the introverted Milian wanted to run away, but from himself. Thus, he modeled this good-hearted criminal in accordance to whom he’d like to…

Tomas Milian: Não só os espectadores têm heróis do grande ecrã

O ator, que nasceu a 3/3/1933, escolheu as sapatilhas Adidas com três faixas ao criar o seu personagem mais famoso. (Para fugir melhor da polícia, não pela publicidade.) Por um lado, o introvertido Milian queria fugir, mas de si próprio. Assim, moldou este marginal de bom coração de acordo com quem gostaria de ser. E…

Maurizio Merli: O Comissário de Ferro, honesto e fora-da-lei

14 filmes em cinco anos, entre 1975 e 1980. Sucesso colossal e o esquecimento. Em 1989, morre de ataque cardíaco aos 49 anos. Maurizio Merli era o imperador do policial, que até fazia a polícia acorrer aos cinemas para evitar motins. Entre o idealismo e o realismo, era um cínico desiludido, sempre a esbarrar contra…

Os gialli de Edwige Fenech: O vício é uma porta fechada e só ela tem a chave

Edwige Sfenek, atriz argelina, natural de Annaba, é para muitos a rainha do giallo e um dos maiores ícones do cinema italiano. Entre 1970 e 1975, protagonizou cinco filmes de mistério/terror/thriller, hoje incontornáveis. Não é exagero dizer que, se não fosse a sua presença e carisma, estas obras não teriam o mesmo impacto. Da genialidade…

Winona Ryder em Noite na Terra: A taxista que não queria ser estrela

A maioria das vezes, Winona Ryder preferiu a qualidade à notoriedade. No primeiro segmento de Night on Earth de Jim Jarmusch, representa uma taxista despretensiosa e rude, ‘Corky’, que transporta uma elegante agente de casting (Gena Rowlands) em Los Angeles. Na época em que o filme de Jim Jarmusch foi realizado, Winona Laura Horowitz (então…

Tomas Milian: A revolução pessoal do ator genial

A indústria cinematográfica italiana, ao tentar impor-se além fronteiras, exigia que realizadores, atores e técnicos adotassem nomes americanizados. Leone quis homenagear o pai, o ator Carlo Pedersoli preferiu homenagear a sua cerveja americana favorita, a Bud, e Spencer Tracy. Nasceu Bud Spencer. Um dos poucos atores que se tornaram lendários nessa indústria, mantendo o nome,…

A Desaparecida (The Searchers): A odisseia do solitário John Wayne

A obra-prima de John Ford baseia-se numa história lendária e verídica do velho Oeste, que sucedeu no Texas em 1836. Uma rapariga de nove anos, Cynthia Ann Parker, foi raptada por Comanches, Kiowas e Caddoes em Parker’s Fort, na margem do Rio Navasota. Os índios deram-lhe um novo nome, Naduah. A jovem, após crescer, casou…

Pam Grier, Coffy e o nascimento de uma nova heroína

O mercado da blaxploitation obtivera grande relevo com Shaft. Neste género, o essencial era ter um ator negro como herói e, com frequência, o vilão. O realizador Jack Hill já trabalhara com Pam Grier em The Big Doll House e The Big Bird Cage, ambos filmes do estilo “mulheres em prisões”, onde Grier desempenhara papéis…

Bruce Lee e The Big Boss: O triunfo da fera

A rodagem deste primeiro grande sucesso de Bruce Lee foi uma vitória da força de vontade. Filmando em condições deploráveis e sofrendo de diversos problemas físicos, Lee, o maior expoente das artes marciais que o mundo já conheceu, conseguiu mostrar do que era feito. Para compreender as dificuldades inerentes à conceção de The Big Boss,…