Lee, Hurt e o Significado da Vida

Quando Lee Marvin chegou ao set de Gorky Park (O Mistério de Gorky Park), encontrou um inexperiente William Hurt, desesperado e à procura de ajuda.

lee marvin wandrin star (48)

William Hurt: “Lembro-me do primeiro dia em que ele chegou ao set. Virou-se para mim e disse: ‘Anda cá.’ Foi tudo tão íntimo e grandioso ao mesmo tempo. [Imita o ar de Marvin] ‘Anda cá.’ E disse-me… não posso reproduzir as palavras, deixa-me pensar… ‘Há quanto tempo estás a aturar esta merda?’ [risos] E eu disse, ‘há umas seis semanas’. E ele disse, ‘okay, olha, enquanto eu aqui estiver, protejo-te o flanco, só tens de representar’. E o que é espantoso é que ele fez isso mesmo! Ele via alguém… sabes… ele era um soldado. Sabia o que eram manobras. Sabia o que eram o stress e as táticas.”

“Eu simplesmente adorava o tipo porque ele era tão vivo, tão vivaz, ele não quebrava moldes no sentido de ser melhor do que os outros, ele mostrava-nos quem podíamos ser. Ao ser e ao aceitar totalmente aquilo que era, nós despíamos a nossa falsidade na companhia dele.”

lee marvin wandrin star (42)

“Ele perguntou-me, ‘queres saber o que significa a vida?’ ‘Claro! [risos] É o que estou a fazer aqui, é por isso que sou ator. Para perseguir sempre essa questão.’ E ele diz-me, ‘a última vez que estive na Austrália, ao largo da Australian Barrier Reef, eles caçavam o Grande’, diz-me ele. ‘E, um dia… lá estava ele. E todos sabíamos que era Este. Aquela coisa surgiu e era O Grande, o maior de sempre. Por isso, esperámos, eu sentei-me de cana de pesca na mão e ele veio, mordeu a isca, uma vez, outra vez, puxou e então… depois disso, nada foi como era normalmente.’ Ele disse, ‘um marlim [espécie de espadarte], um grande marlim negro, foge, faz barulho, vem para a beira do barco, salta, faz qualquer coisa. Mas não faz o que este fez’.”

‘Ele apenas ficou ali. Não se mexia. Eu podia puxar com toda a força, e ele avançava um pouco, se eu libertava a pressão, ele recuava precisamente até à mesma posição. E assim ficou durante 45 minutos. Até que os meus braços começaram a fumegar, a escaldar, dormentes, até ficarem incapazes de segurar mais na cana. Até que, de repente, houve um puxão gigantesco, um arrastar, e ele desapareceu. Nessa altura, eu tinha os braços tão cansados que nem conseguia pegar na cana de pesca. Por isso, ajudaram-me, tiraram-na do arnês. Fui para o convés e abri uma cerveja, enquanto eles puxavam a linha.’

‘Pouco depois, um dos tripulantes veio ter comigo e disse, o que achas que estava no anzol? Outro tripulante foi até à enorme arca frigorífica e abriu-a, tirando… o olho. O peixe, por azar, tinha-se fisgado por si mesmo no anzol. E teve de tomar uma decisão. Entre salvar o seu olho e salvar a sua vida. E isso’, disse Lee, mostrando-me a foto, ‘é o significado da vida’.”

“O grande Marvin… o grande marlim, O Grande, que consegue fugir, ele conseguiu safar-se”, conclui William Hurt.

David Furtado

Anúncios

Comentários:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s